Ciclo de Amizades

Nada que alguém escreva é uma ficção completa, sempre tem um pedacinho de você ali dentro, não precisa sempre expor um alter ego, mas sempre tem um pouquinho do escritor em uma história.
O fato é que andei pensando muito sobre as amizades e lembre, que uma certa vez alguém me disse, numa daquelas reflexões filosóficas de mesa de bar, que as amizades se renovam em um ciclo de cada 5 anos. E num é que faz sentido?!

Vamos aos exemplos:
  • Com 5 anos de idade – Seus melhores amigos são os do parquinho, da escola, da natação ou da dancinha, os vizinhos da rua ou do condomínio e os filhos dos amigos dos seus pais. Você brinca com todos, e briga com aqueles que te dão apelidos.
  • Com 10 anos – Se você não mudou de escola nem de cidade metade dos seus amigos já o fizeram, e você já não brinca com tanta freqüência. Sua forma de fazer amigos vem evoluindo para a conversa também, e só permanecem na roda aqueles com quem você se identifica. De repente, aquele com quem você mais gostava de brincar vai ficando diferente ou aquele o qual, você nem gostava muito, vai ficando mais legal, mas claro, que ainda sobram amigos dos velhos tempos.
  • Com 15 anos – Uma boa parte continua mudando-se de cidade ou de escola, já que essa fase é importante pensar no vestibular, ai você vai escolhendo aquele com quem você vai pra farra, a pessoa com quem conversar num dia difícil, o indivíduo com quem estudar antes de uma prova, o sujeito para conversar numa tarde chuvosa... e ai vai aumentando seu ciclo, ainda preserva alguns bons amigos das outras fases de sua vida, se afasta de outros, reencontra alguns, e assim a vida vai determinando caminhos e você se sente realmente cheio de amigos com quem pode contar.
  • Com 20 anos – Maior parte se afastou, passou no vestibular arranjou novos amigos na faculdade, e você ainda matem amigos daquela época, mas nem todos. Alguns até casam arranjam relacionamentos e se afastam. Seu ciclo continua aumentando, você continua se afastando de uns, reencontrando mais uns, mas ai já não continua se sentindo cheio de amigos que pode contar, as pessoas parecem mais competitivas, cheia de maldades e você com muita decepção na bagagem.
  • Com 25 anos – Já não sobram quase nem ninguém conhecido dos 5 anos de idade, as pessoas que circularam na sua vida já foram muitas, suas surpresas e decepções também. Você acabou a faculdade trabalha, mudou seu ambiente de convivência para o ambiente de trabalho. Ainda te sobram amizades dos outros ciclos, com intensidades e considerações diferentes. Você já perdoou tantas vezes, já foi intolerante outras e seus amigos de verdade você conta nos dedos mesmo que você tenha a mão do lula.

Eu poderia continuar contando os ciclos de amizade, mas a constatação já pode ser feita: a vida continua determinando novos caminhos, novas experiências, novas pessoas, personalidades, oportunidades, reencontros, decepções... é difícil manter amigos com tantas coisas na cabeça, com tantas pessoas para dar atenção, com tantas mudanças... é difícil mas é possível manter consideração eterna, contato (ainda que não seja freqüente), sentir saudades, se sentir feliz com a felicidade do outro, ajudar quando possível...

É complicado pensar o quanto ciclos são iguais, enquanto o mundo muda a cada segundo, mas o amor, tai, um negocinho que não muda?! É como já dizia o poeta: “a amizade é um amor que nunca morre”(Mario Quintana).

Comentários

  1. REALMENTE É BEM ASSIM QUE AS COISAS FUNCIONAM.. HOJE É MT DIFICIL PRA MIM CONFIAR NAS PESSOAS, MINHA MELHOR AMIGA SEM SOMBRA DE DUVIDA É A MINHA MAMA, SEI QUE ELA NAO VAI INVEJAR ME DEIXAR OU ALGO DO TIPO...

    Conheça o meu blog beijos

    http://blondinsecrets.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Está aí algo que nunca tinha pensado...

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderExcluir
  3. Você me fez pensar agora viu?
    Adorei o pos't.
    http://yssagomes.blogspot.com.br/2014/03/interpretemos-mateus-1511.html

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Disqus

Instagram