Filmes: 4 Motivos Para Amar Jogos Vorazes

O primeiro filme de Jogos Vorazes me fez achá-lo com uma ideia interessante e crítica sobre nossa sociedade atual, apesar de que não a considerei tão original de cara: "pessoas em um reality show lutando para sobreviver". Me parecia uma crítica meio clichê a sociedade, porém a grande questão foi o desenrolar dessa história e a sua construção nos capítulos que a sucedem. Simplesmente, amei o último filme da franquia e hoje listo os porquês.

1. O Filme Que Nos Faz Refletir Sobre A Sociedade

Não são apenas os diálogos cheios de sentimentos e sentidos que existem ao longo do filme, porém a forma como a história foi construída, o contexto de opressão e uma iminente revolta, que leva a revolução nos faz pensar um pouco mais sobre as guerras que existem no mundo real. Muitas vezes, me peguei comparando cenas do filme com o que sabemos sobre a Segunda Guerra, por exemplo. É óbvio que rolou inspiração em tudo isso. O próprio fato da heroína Katniss se sentir culpada pelas mortes, de possuir traumas e pesadelos tem haver com os sentimentos reais das pessoas que estiveram em campo de guerra. Outro ponto de reflexão seria perceber os jogos e manipulações dos líderes mundiais para continuar no poder e as suas formas de repreender a sociedade em uma ditadura. Por fim, eu reparei em um detalhe, vocês perceberam que quase todas as chefes de revolução eram mulheres? Como elas tinham bons personagens no filme?

2. Direção E Fotografia

O filme é muito bem dirigido. O talentoso Francis Lawrence, que até o trabalho em Jogos Vorazes era conhecido por dirigir vídeo clipes, tem um feeling maravilhoso tanto para as cenas de drama, quanto para as de luta, o que é muito importante, pois uma vez que, cenas de luta e ação são mal dirigidas não entende-se nada do que está acontecendo. Sobre a fotografia, no último filme mudaram de diretor, mas em todos podemos ver linda imagens, mesmo nas cenas de efeitos especiais, um ótimo trabalho de iluminação, uma vez que mesmo as cenas com menos iluminação (e são muitas), entendemos bem o que está acontecendo e a dinâmica dos personagens.

3. Atuações

 
Claro que vou falar de Jennifer Lawrence, a rainha do choro, dona do drama, mesmo sem falar muito consegue transparecer os pensamentos da personagem. A cena do gato foi aclamada, mas não é só da ganhadora do Oscar que vive Jogos vorazes. Algumas atuações incríveis no último filme foram destaque, como: Josh Hutcherson, o Peeta (ou eterno e fofo Gabe Burton de ABC do Amor) que viveu o ápice da bipolaridade, entre matar a todos e dar a força que Katniss precisava, destaco várias cenas em que ele é tomado pela confusão mental depois que se junta ao grupo para entrar na capital; outro monstro da atuação foi o Donald Sutherland, o inescrupuloso Presidente Snow que deu um baile na cena de sua morte.

4. Um Fim de Justiça

Depois da mortes de personagens adorados (sim, quase desisto de assistir em um momento específico), o final vem como uma esperança de que nem tudo foi em vão. Achei justo o acontecido aos vilões (não vou detalhar para não dar spoilers). Não só o fim de cada um, mas como este fim foi construído. Sobre o fim polêmico de Katiniss, muita gente se questionou e houveram duras críticas. Me poupem de mimimi, da para ver que ela sofre com tudo o que aconteceu, que se culpa, mas que achou um jeito de levar a vida com um pouco de amor.

E vocês, o que acharam do filme?

Xero!

Comentários

Disqus

Instagram