Relacionamento: 4 As vantagens do Fim

Aconteceu comigo! Depois de sete anos de namoro tivemos um fim, sim, sim um fim. Da maneira mais trágica possível para a minha parte, pois essas dicas que dou para vocês de como superar o fim e como eu mesma superei um dia, descumpri todas. TODAS!!!!! Estava no subsolo do poço, mas isso não vem ao caso, pelo menos por hoje, pois este "brog" também conta minhas experiências pessoais afim de compartilhar sentimentos de autoajuda com vocês.

Hoje vamos nos concentrar no "Jogo do Contente", como diria Pollyanna (àquela do livro novinhas, do qual se sua mãe não a obrigou ler você está fora da caixinha dos anos 90). Hoje eu quero ver vantagem em tudo, porque em um momento não vi vantagem em nada, absolutamente achava que tinha fracassado na vida com o fim de um relacionamento de tanto tempo, achei que um dia ser o "tudo de alguém" e outro dia ser o "nada", não só me deixou confusa, como me deixou arrasada.  Já faz praticamente um mês de sentimentos intensos (e muita loucura, sim não nego minha excentricidade em nada, eu mesma nunca sei como posso reagir a nada) e se tem duas coisas que me disseram o tempo todo foi: "só o tempo cura" e "você vai dar a volta por cima".


Esse post de hoje não se trata nem tempo nem de volta por cima. Sim, tudo na vida é uma questão de tempo, mas o segredo para sair de uma bad vibe tão intensa está dentro de você, na forma de encarar as coisas, a verdade é que depois de uma perda ou trauma algumas pessoas nunca mais são as mesmas, por não encontrar essa liberdade dentro de si. Sobre a "volta por cima", para mim está representa vingança e quando você pauta sua vida em "esfregar" isso ou aquilo na cara de alguém, simplesmente, se você não consegue, volta à estaca zero. Por isso hoje, apenas nos concentraremos no que será um simples bem, em novas formas de felicidade e aproveitar a vida.

1. Adeus Rabugice

Esse ponto tem a ver com se o seu relacionamento já não ia bem. Pois, quando as coisas não vão sobrecarregamos "asamigas" com muito drama. Sejam brigas tolas ou sérias são elas que vão te escutar desabafar. E as vezes, isso pode fazer de você uma chata. É claro, assim que acaba o namoro passamos uns dias "muendo" as histórias nos ouvidos das "friends", mas aí vale o exercício: "evite falar do ex e suas experiências com ele", mesmo quando é inevitável, vivi muitas histórias com ele, impossível nunca o citar, mas o que se pode fazer é o exercício de falar apenas por cima e se concentrar na sua visão das coisas e o excluindo o máximo que puder da história.

2. Olá Liberdade De Ir E Vir

Melhor coisa da vida é ser independente. Não estou falando de ter um transporte, emprego ou dinheiro, o que digo é sobre deixar de dar satisfação. "Mas Karlinha, e a rotina? Sinto tanta falta de dormir de conchinha e do domingo caseiro". Mas amiga existe outras vantagens na vida de solteira. Sabe aquela sensação de pisar em ovos ao explicar que vai sair apenas com as meninas. Acabou! Agora a única pessoa a ser informada é você mesma e seus pais caso dependa deles ainda. Então se você quiser sair por aí sem rumo na balada, ou na vida não tem mais que avisar que horas chega para ninguém. Xó "muído".

3.  Olá Mundo Novo E Gente Nova...

"Estamos aqui para a festa" 
Ou no meu caso, antiga também. Encontrar e reencontrar pessoas faz parte da vida de solteira, pois começa-se a sair para cantos que nunca se saiu antes, por motivos diversos (ele não gostava do ambiente, por exemplo), vai estar mais aberta a novas amizades femininas e masculinas e uma coisa puxa outra. Eu mesma estou solteira a pouquíssimo tempo e já conheci muita gente que nunca vi antes, sem sequer sair da minha cidade, imagine quando começar a viajar. 

4. Olá Escolhas Próprias

Como é bom poder dormir em qualquer lado da cama, principalmente atravessada, simplesmente porque eu posso. Hoje quero ir ao cinema assistir a um filme e não tenho mais que esperar a resposta dele, posso chamar já aquela minha amiga que gosta do estilo ou ir sozinha. O que vou escutar no carro enquanto viajo, também só depende de mim. E se aparecer aquele emprego em outra cidade, nada mais te prende.

Então você aí tá mais tranquila, porque eu já estou mais favorável. De "boas" e vida que segue.

E me conta, como está sua vida amorosa? Se identificou?

Xerim!

Comentários

Disqus

Instagram